Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Nossa História

Publicado: Quarta, 04 de Julho de 2018, 16h09 | Última atualização em Segunda, 29 de Julho de 2019, 11h04 | Acessos: 2048

 

       

 

RESUMO HISTÓRICO

 

A Faculdade de Artes é resultado da reestruturação do Instituto de Ciências Humanas e Letras, aprovado pela  Resolução N°.005/2017 - CONSUNI de 23 de fevereiro de 2017. 

Suas origens remontam ao Conservatório Amazonense de Música, criado em 1965, pelo governador Arthur Cézar Reis, através da Lei Estadual 275, de 24 de agosto de 1965. O Conservatório Amazonense de Música era subordinado ao Departamento de Cultura da Secretaria de Educação e Cultura, sendo nomeado o primeiro Diretor, o maestro Dirson Costa.

As notícias veiculadas no Jornal do Commercio, à época, divulgam a agenda do governador Arthur Cézar Reis, em 31 de março de 1965, às 14h40, inauguração do Conservatório, no prédio da Rua Joaquim Nabuco n. 1049.

Em 1968, através da Resolução N°. 25/68-CONSUNI, de 07 de junho de 1968, o reitor professor doutor Jauary Guimarães de Souza Marinho encaminha ao Conselho Diretor, o processo N. 23/68 referente a transposição do acervo do Conservatório de Música “Joaquim Franco”  a Universidade do Amazonas, para a criação imediata do Conservatório ou Instituto Superior de Música, dependendo da existência de recursos financeiros. A incorporação ocorreu desde os materiais, professores e o prédio doado para a UA (Universidade do Amazonas).

Resolução N°. 016/72-CONSUNI, de 21 de fevereiro de 1972, autoriza a instalação de Unidades Universitárias, criando os Departamentos e outras providências.  No Parágrafo único desta Resolução, o “Conservatório de Música passa à administração e responsabilidade do Departamento de Música do Instituto de Letras e Artes.”

A partir de 1974, nova reforma universitária ocorre para atender as exigências do Conselho Federal de Educação, dentre elas, a criação dos Órgãos Suplementares da UA, reformulação dos cursos e criação de licenciaturas. Em 1978, o Conservatório de Música passa a ser integrado ao Setor de Artes da UA.

 

 

Fim do conteúdo da página